sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

Crônicas de um novo recomeço



Crônicas de um novo recomeço

Leia isso antes de começar

Tudo o que acontece ou que pode acontecer já aconteceu antes. Deus faz com que uma coisa que acontece torne a acontecer.” Eclesiastes, cap.3;15 (Bíblia na Linguagem de hoje)


Quem nunca já passou pela sensação de ter passado por uma situação que está vivenciando agora? O tão conhecido dejávu? Muitos creio que sim! Quem por exemplo nunca sonhou que estava indo pra o trabalho e no sonho presencia um acidente de moto? Acorda e fica meio encucado com o sonho que teve, toma seu café normalmente, ainda lembrando do sonho, então vai trabalhar. Indo ao trabalho e então presencia o tal acidente de moto! Muitas pessoas não tem sonhos premonitórios, mas o que seriam os sonhos premonitórios? Seria você enxergando o que vai acontecer ou o que pode acontecer? Ou que já aconteceu ou o que pode acontecer? A ideia é muito simples, vivemos um ciclo de infinitos ciclos sendo refeitos a cada vez que um ciclo acaba! Um dia esse universo vai ter seu fim e tudo recomeçará de novo! E tudo que aconteceu antes ou que pode acontecer hoje vai acontecer de novo! A lei do tempo é a eterna repetição! Nós estamos conectados ao tempo, em cada ciclo que o universo dá, nós estamos vivenciando tudo novamente! Seja com destinos diferentes, iguais ou parecidos com o que vivenciamos num ciclo anterior, mas nem todos estão conscientes disso.


O novo recomeço de Dário

Dário, era um jovem que nasceu em uma família humilde no sertão Maranhense, com dificuldades conseguiu terminar o ensino fundamental, mas a vida era dura, precisou trabalhar logo cedo. Começou como ajudante de pedreiro, aos 19 anos já era considerado um pedreiro profissional e lá está ele trabalhando em uma construção, num sábado, no fim de expediente, seu novo colega de trabalho etão olha pra ele e diz:
-Dário. Vamo sair agora a noite depois de terminar esse trampo aqui?
-Pode ser cara, to precisando mesmo relaxar, vai fazer duas semanas que terminei com minha namorada Lucas.
-Eu conheço um lugar muito bacana, que tem muita mulher gostosa! Vai ser bom pra você aliviar a mente! Cê precisa de uma buceta pra relaxar mano!
-É... Creio que vai ajudar.

Os dois então se arrumam, Lucas então passa na casa de Dário, antes de irem, ele já avisa a sua mãe que está indo que diz:
-Vá com Deus meu filho! E cuidado!
-Fica tranquila mãe! Volto e entro sem te acordar! Beijos!

Lucas fala:
-Pega o capacete e sobe aí cara!

Os dois então vão, estão chegando então no lugar que tem a música alta e o conhecido tecno brega rolando. O lugar que eles pararam é um conhecido puteiro, onde os trabalhadores honestos vão gastar seu dinheiro suado pra beber, transar e fazer coisas piores, como usar drogas. É uma noite até então como as outras pra Dário, ele então arranja sua prostitua de 50 reais, transa com ela e volta pra mesa de seu amigo Lucas, ele nota que ele está com mais dois amigos, bebendo uma cerveja e fumando um cigarro diferente. Ele logo percebe que se trata de maconha:

-Rapaz! Não sabia que cê fumava isso!
-Relaxa cara! Só isso mesmo que eu fumo. Porque você também não experimenta?
-Cara. Não curto isso não...
-Fica tranquilo, isso vai te deixar relaxado, deixa eu te apresentar aqui os meus parceiros. Esse é Alberto e André, estudaram comigo, a gente tá fazendo aqui uma roda pra fumar esse baseado. Entra nessa meu.
-Eu não cara...

Os outros então riem e Alberto fala:
-Relaxa cara. Isso aqui não vai te deixar agressivo pra sair matando os outros, só fique longe da pedra!
-Pedra? Tem alguém querendo me atirar pedra?

Os três então começam a rir, André então fala:

-Pedra é um apelido que nós damos pra crack aqui na parada. O cara que usa ela se torna um zumbi sem vontade própria, o beck nosso aqui, vicia também, mas não vicia a maioria. Mas pelo menos não te deixa virar um zumbi assassino. Bora nessa cara, dá uns tragos aí!

Então lá está Dário usando maconha pela primeira vez, sente uma sensação de prazer muito boa. Os próximos 6 meses que passa sair com Lucas e os outros dois amigos é sempre nos fins de semana, Dário sempre bebe moderadamente e fuma seu baseado moderadamente. As noitadas de festa e sexo são sempre no sábado a noite, já que no domingo não trabalha. Até agora Dário se vê no controle, mas chega um dia que ele dá uma vacilada, acaba indo trabalhar numa segunda-feira, com uma tremenda ressaca da noite anterior. Ele tem um rendimento muito ruim na parte da manhã, na hora do almoço ele nota que seu amigo Lucas que estava na festa com ele na noite anterior nem demonstra cansaço no trabalho, ele está lá bem disposto. Dário pergunta:

-Cara... Como você consegue?
-Rapaz, é o seguinte, já faz uns 5 semanas que eu uso sempre uma pedra de manhã antes de trabalhar, isso só nas segundas feiras, é uma forma de eu manter o controle. Afinal não quero virar um zumbi assassino!
-Tá maluco cara! Você perdeu o juízo!
-Relaxa mano. Pra não viciar nessa porra e não ficar acordado dias e dias, é só fumar um baseado de maconha a noite que você dorme como um anjo. Aí da pra levar num boa até o outro dia. A pedra eu só to usando nas segundas feiras. Experimenta aí pra você ver como seu dia vai render! Te deixa ligadão meu!
-Não cara...

De tanto Lucas insistir, Dário experimentou pedra pela primeira vez. Então nos seus próximos 3 meses, ele agora não vai só aos sábados nas festas, ele vai aos domingos também e toda segunda-feira ele e Lucas fumam sua pedra de crack. Os dois começam ir juntos comprar sua pedra e sua maconha de segunda-feira na boca de fumo. Até que um dia, que vão comprar maconha, os dois veem que não tem mais maconha. Eles começam então a usar com mais frequência o crack, que deixa de ser só nas segundas feiras de manhã e passa a ser todo dia de manhã, depois todo dia de manhã e de noite! Quando menos esperam, já estão completamente viciados. Dário não mora mais com sua mãe, agora mora com Lucas num quarto imundo e os dois agora praticam assalto a mão armada, sempre de moto. Lucas na moto e Dário com o revolver 38, numa noite de 21 de dezembro de 2012, os dois como sempre estão caçando sua vítima. Passando numa rua vazia, antes das 21 horas, eles veem um casal de namorados, param a moto na frente deles, Dário logo desce e diz:
-Perdeu! Perdeu! Assalto! Vai passando aí o celular dinheiro!

O homem diz:

-Calmae cara... Só to com o relógio aqui...

Na hora que o homem começa a tirar o relógio e vai entregar pra Dário, ele se prepara pra uma reação e chuta rapidamente a barriga de Dário onde ele estava apoiado com a arma perto de sua barriga onde se preparava pra levantar ela a qualquer momento, só que não foi rápido o suficiente. Dário cai no chão com a arma pra outro lado e o relógio pra outro, quando se levanta, só houve um disparo. O homem que o desarmou agora está no chão com um tiro que lhe atravessou o peito esquerdo e agoniza no chão, a jovem que o acompanhava vai ao encontro dele e o abraça e grita aos choros:

-Por favor! Vão embora!

Lucas também atira contra a cabeça dela que cai morta no chão!

-Vamo Dário! Vamo!
-Você não me falou que tava armado cara!
-Sobe porra Sobe!

Os dois então saem com tudo na moto, param chegam em sua casa e começam a discutir por um bom tempo:

-Porra Lucas! Precisava ter matado os dois!
-Foi a adrenalina do momento porra! O filho de rapariga te desarmo! Ele ia pegar sua arma e matar você depois!
-Mas porque também matar ela cara!
-Por que!? Não tem porque cara! Vamo pega logo o relógio desse cara e ir lá no Zé Bronha pega nossa pedra!

Os dois então vão pra o Zé Bronha comprar sua pedra:
-Aí Zé. Quantos caco a gente ganha com isso. - Diz Lucas.
-Olha só esse relógio... Gostei. Gostei. Da pra mim dar duas pedras.
-Porra Zé! Duas pedras! Isso aqui né relógio de Paraguai não!
-Tá me tirando vagabundo! - grita zé apontando a sua bereta pra cara de Lucas!
-O tu aceita essa ou você sobe agora vacilão!

Zé bronha então aponta sua bereta pra os dois. Lucas olha pra Zé bronha, pega as duas pedras e sai com Dário reclamando:

-Puta que pariu... Dário... Eu to ficando puto da vida com o Zé... Ele tem cada vez mais desvalorizado nossa mercadoria...
-Eu não consigo parar de pensar naqueles dois cara...
-Porra mermão! Vai ficar com peninha do playboy lá que eu matei agora! E daquela vadiazinha namorada dele! Ou era ele ou era você!
-Não Lucas... Nós não devíamos chegar nesse ponto...

Um tiro de fúzil é dado! A cabeça de Lucas é estraçalhada! Então os policiais civis e os PM.2 que estavam de prontidão começam a sair dos lugares que eles menos imaginavam que iriam aparecer. Dário então começa a correr! Mas é alvejado na coxa e cai gritando de dor no chão. Os outros policiais vão entrando na boca de fumo e mais balas são disparadas. Nisso Dário está no chão agonizando de dor, um policial civil branco de baixa estatura, de olhos azuis chega perto dele e diz:

-Perdeu vagabundo! A uma hora atrás tínhamos recebido a ocorrência de um casal de namorados que foi assaltado! A moça morreu na hora e o homem sobreviveu a caminho do hospital! As pessoas que estavam de longe denunciaram vocês! Quando descobri quem era eu fiquei enfurecido! Morte do seu parceiro foi bem merecida! A gente já tava de olho em vocês dois e nessa boca de fumo! O seu parceiro matou um cara que era muito gente boa, ele poderia virar um ótimo policial no futuro porque já ajudou a gente, pena que sua doença não deixou! Meu parceiro já teve a felicidade de coincidentemente ter ouvido seu amigo confessar que matou os dois! Eu do rádio dei voz de comando pra ele apagar o desgraçado e vim direto pra cá!
-Eu não matei ele sinhor!
-Não importa! Você é mais um lixo como aquele!

Um tiro é disparado então da pistola do policial e Dário agora está morto! Na verdade Dário pensa estar morto! Ele não sabe o que está acontecendo, mas ao seu redor agora se vê num calabouço escuro e oval. Começa a ouvir estranhos grunhidos... Olha a seu redor e aparece uma fera medonha e bizarra! Se assemelha com uma pantera negra com asas de morcego e um enorme rabo com uma ponta de lança que faz o barulho de um chocalho e é extremamente grande! Ela sorri a ele e então diz:

-Olá Dário! Sou o seu algoz aqui!
-Meu Deus! O que eu to fazendo aqui! Eu pensei que não ia existir mais!
-Muitos como você pensam a mesma coisa.
-Por favor! Não me machuque!
-Você não vai sofrer tanto! Não diria o mesmo do seu amigo e do Zé Bronha!

O ser demoníaco então fura o peito de Dário até atravessa-lo! Dário então começa a sentir muita dor no que parece ser seu corpo, mas ele se lembra que se trata de sua alma e grita muito! A fera então fala:

-Olhe bem pra a tela que vai estar na sua frente! Olhe bem!

A fera então ergue Dário e ele sentindo muita dor, começa a ver a história de sua vida passando diante dos seus olhos! A fera então fala!

-Quantas vezes eu vou ter de fazer você passar por isso de novo pra você entender que esse caminho não compensa!
-Como assim de novo!?
-Olhe!

Dário então vê toda sua vida passando diante dos seus olhos até chegar no dia em que foi assaltar aquele casal e ouve a fera dizer!
-Olhe bem Dário! Olhe bem! Olhe quantas vezes for necessário! Eu tenho a eternidade pra fazer isso com você de novo!

Dário então vê tudo acontecendo de novo, ele quer que a dor pare! A dor finalmente para! E Dário já não se lembra mais de nada, mas lá está uma criança nascendo de novo, em uma casa humilde e vivendo sua infância, até chegar na sua vida adulta, trabalhar como um pedreiro e se perder no mundo das drogas de novo, essa criança era Dário! Em uma das raras noites que conseguiu dormir muito pouco como sempre ele acorda no seu colchão, molhado de tanto suor! Ele se lembra vagamente de um pesadelo que ele assaltava um casal com seu parceiro Lucas que os matava, depois morria os dois e ele emfim topa com o ser demoníaco. Quando acorda ele olha pra Lucas e diz:

-Porra meu... Tive um pesadelo muito escroto agora, parecia muito real. Já teve um desses?
-Não tenho mais pesadelos, mas tinha direto, não durmo a um mês cara.
-Esse foi sinistro...
-Como foi?
-Não me lembro direito, só sei que nós dois morríamos, mas não lembro direito o que era, depois eu sei que estava num lugar muito escuro com uma fera horrenda...
-Esquece maluco. Todo mundo vai morrer um dia. Vamo nessa! Temo que tabalhá pra conseguir o caco de todo dia.

Mais uma vez os dois estão lá assaltando o casal de namorados. Dário fala as mesmas coisas e acrescenta:
-Vamo! Vamo! E não reage não se não morre!
-Calmae cara. Vou te dar o relógio. - O homem então lhe dá o relógio na maior calma do mundo.

Dário então diz:
-E você! Passae o que tem também!
-Eu só tenho 2 reais no bolso! Pega! - ela entrega pra ele nervosa.

Os dois após o assalto então vão embora e saem na moto. E agora lá está eles saindo na moto, mas dessa vez deixando o casal vivo. Novamente Dário está saindo da boca de fumo do Zé Broxa ouvindo Lucas reclamando, nisso ele comenta:

-Cara... Já teve aquela sensação de já ter passado por uma situação antes.
-Todo tempo! Isso se chama brisa demais! Vambora logo.

Nisso do nada os policiai saem da tocai e estão apontando suas armas pra Dário e Lucas. Lucas puxa sua arma e começa a atirar. Mas logo é alvejado no peito! Dário com medo fala:

-Tá bom! Perdi! Perdi!

O policial grita:

-Deita no chão fela da puta! Não reage não!

Outros tiros são dados dentro da boca de fumo. O policial fala:
-Tá armado vagabundo! Deixa a arma no chão o a bala vai comê!
-Tá bom tá bom!

Dário então é preso e o Zé Broxa também, os dois então são encaminhados pra delegacia regional, agora Dário está preso, como ainda não tinha nenhum antecedente criminal, ele não fica muito tempo na prisão. Passa se uma semana lá, mas volta a cometer crimes de novo, acaba sendo julgado por roubo e assalto a mão armada, indo parar definitivamente na cadeia. Quando está lá, recebe a visita de evangélicos, um deles lhe dá uma Bíblia. Ele então passa o resto de sua pena, lendo a Bíblia, ela tem sido seu único consolo em quanto está no inferno chamado cadeia. Até que ele tem sua pena reduzida, quando sai de lá depois ter lido a Bíblia toda, resolve se internar num centro de recuperação de dependentes químicos, onde conhece muitos com a mesma história.

Part.2

Dário está agora na clínica de dependentes químicos, chamada Bom Samaritano, está lá a quase 2 meses. A vida na clínica é praticamente monástica, todos lá seguem regras e estão com o intenção de largar as drogas. Embora as estatísticas estão contra ele, 90% dos que saem de lá, voltam a ser dependentes. Ele já viu muitos entrarem e saírem, os homens que os ajudam nessa luta, são ex-dependentes químicos, são os obreiros da comunidade Bom Samaritano. Uma entidade religiosa das poucas que fazem um trabalho verdadeiro em prol a sociedade. Dário nunca foi muito uma pessoa ligada a religião embora sua mãe fosse evangélica, porém nascida num berço católico, seu pai alcoólatra tinha morrido aos 30 anos em briga de bar. Deixando ele mais suas duas irmãs pra uma mãe solteira cuidar, a diferença que as irmãs de Dário não se perderam nas drogas. Dário agora tem suas esperanças renovadas, todos os dias ele lê a Bíblia, já é a segunda vez que está terminando de ler a Bíblia, mas fica as vezes espantado com que lê nela, ele é um dos poucos que notou que lá tem versículos que hora fazem ele admirar Deus e hora odiá-lo, já estava descobrindo as contradições bíblicas, mas procurava sempre pegar o que era de bom nela e fingir que certas partes eram só uma questão figurativa ou de contexto, como os pastores diziam. Uma bela tarde, ele vê um homem chegando, um homem que lhe parecia muito familiar. Nisso ele se lembra que é o homem que assaltou no dia 21 de dezembro de 2012! O homem chega e cumprimenta ao obreiro de plantão e aos que conhece. Olha pra Dário e diz:
-Oi!
-Oi... - responde Dário.
-Engraçado... Acho que já te vi em algum lugar...

Impossível ele saber que fui eu que assaltei ele, estava de capacete, mas bem que o capacete não tinha viseira...” Ele então responde.

-Deve ter visto alguém parecido.
-É... Pode ter sido...
-Qual seu nome?
-Nilton.
-Prazer.

Daquele dia em diante, as vezes Dário via Nilton, ele as vezes visitava o centro sempre que podia e conversava com os pacientes de lá e sempre trazia alguma coisa pra eles, normalmente pão, roupas ou qualquer coisa que servisse pra comunidade. Com o tempo Dário começou a ter mais intimidade com Nilton. Um dia eles estavam tendo a seguinte conversa:
-Então Dário? A sua história é mais o menos a mesma de quase todos aqui? Trabalhava honestamente até começar a se envolver com companhias erradas?
-É cara. A droga acabou com tudo. Estou tentando recomeçar de novo.
-Recomeçar. Eu acredito que vivemos sempre um eterno novo recomeço.
-O que quer dizer?
-Já parou pra pensar que tudo que nós vivemos hoje, é só uma repetição?
-Já cara... Eu no dia que eu vi meu parceiro de crime ser morto eu estava tendo essa mesma conversa com ele....
-Sabe cara... Uma vez eu e minha namorada fomos assaltados. Eu até pensei em reagir, pois estava bem calmo na hora e tenho uma certa pratica em artes marciais, mas preferi não reagir porque algo na minha cabeça também dizia que eu já tinha passado por aquilo e que se eu reagisse seria um mal negócio...
-É verdade... Você fez a escolha certa... Gostaria de te dizer uma coisa.
-O que?
-Era eu e meu parceiro que naquela noite tínhamos te assaltado...

Nilton olhou pra ele um tempo e disse:
-De boa cara. Eu não tenho raiva de você. O crack faz a pessoa perder o juízo.
-É cara...
-Eu sei mais o menos o que te aconteceu, porque eu também já perdi o juízo.
-Por causa de drogas?
-Não. As drogas nunca me fizeram perder o juízo, já tinha experimentado maconha e cheirado cocaína uma vez. Maconha acho que não deu nem 12 vezes que fumei, mas nunca fez minha cabeça, hoje eu tenho 28 anos. E tenho o orgulho de dizer que essas drogas nunca fizeram minha cabeça. Prefiro gastar dinheiro com uma boa e suculenta comida!

Riram os dois, então Nilton volta a dizer:
-Mas meu problema é pior que as drogas, sofro de transtorno bipolar do humor, uma doença sem cura, antes conhecida também como psicose maniaco depressiva. Serei obrigado a tomar remédios pro resto da vida ou talvez um dia, tentar conviver com ela sem os remédios, mas as crises sempre viram!
-Como é essa doença?
-Eu fico parecendo um drogado nóia sem estar drogado. Entendeu?
-Imagino...
-Sem falar que tem a mudança drástica de humor, que pode variar de uma depressão forte, com muitos pensamentos suicidas e na fase de euforia, não conseguir ficar quieto por nada, sempre andando pra lá e pra cá sem parar até os pés calejarem.
-Deve ser bem difícil isso.
-Pra minha sorte eu nasci numa família que tem condições de cuidar de mim.
-Ainda bem né cara.
-Eu já fiz muita merda quando estava surtado, fui internado duas vezes num hospício, até tentei me internar aqui, mas como meu problema não era com drogas eles disseram que não precisava me internar aqui embora eu pudesse visitar o pessoal aqui, que já me presenciou em crise. Como eles me acolheram bem, eu sempre ajudo eles da forma que eu posso.
-Entendo cara. Você é evangélico?
-Não. Eu diria que sou quase um ateu! Eu creio que alguma coisa deu o peteleco pra surgir o universo e fez ele surgir com uma certa ordem natural e espiritual. Mas sinceramente, não creio no deus da bíblia.
-Por que?
-Por uma série de coisas, eu conheço a bíblia, eu já li tantas contradições nela que me fazem descrer no deus Jeová.
-Verdade.
-E a coisa que eu mais discordo na bíblia, pra ser mais exato na religião cristã hoje em dia é o dogma do inferno de tortura eterna.
-Cara. Existem pessoas más que merecem sofrer.
-Sei disso, mas nem por isso esse sofrimento precisa ser eterno.
-As pessoas tem o livre-arbítrio.
-Mas a pessoa pode ser o mais mal possível e nunca vai escolher sofrer eternamente.
-Verdade.
-Punição pra mim, tem que ser algo pra corrigir, pra renovar. O inferno não renova ninguém! É uma prisão que você só irá sofrer e não vai adiantar se arrepender.
-A pessoa poderia ter se arrependido na terra em quanto estava viva.
-Você acredita que a misericórdia de Deus é eterna?
-Sim.
-Você já leu o Salmo 100?
-Já, mas não lembro direito, já li duas vezes a Bíblia.
-Ok. Pega sua bíblia e leia o Salmo 100, versículo 5.
Ele então lê Porque o SENHOR é bom, e eterna a sua misericórdia; e a sua verdade dura de geração em geração.”
Salmos 100:5


-Pois então cara. Você sabe o que é eterno? É o que não tem fim certo? No caso nem começo e nem fim? Certo?
-Certo.
-Pois então, a misericórdia de Deus não tem fim.
-Mas a bíblia fala que vai ter os que vão ser condenados.
-Beleza. Acompanha meu raciocínio. Misericórdia é o ato de sempre dar mais uma chance certo?
-Certo.
-Você como ser humano se for alguém do bem vai ter uma segunda chance. Olha você aqui. Saiu da cadeia por misericórdia humana e está tendo aqui seua segunda chance. Você não vai ter outras chances como essa depois. Pode até ter, mas não será pra sempre certo?
-Sim.
-Pois bem. A misericórdia de Deus é eterna, ela também tem que valer pra você mesmo que esteja no inferno sofrendo.
-Mas não diz nada na bíblia de todos serem salvos.
-Você que pensa, mas primeiro tenho que te mostrar outro versículos. Vá no Jó 42, versículos 1 e 2.
-Ok!

Lá estava escrito:”Então respondeu Jó ao SENHOR, dizendo:
Bem sei eu que tudo podes, e que nenhum dos teus propósitos pode ser impedido.”
Jó 42:1-2
-O que você entende nesse versículos? Aí é bem claro que tudo que Deus quer Ele consegue certo?
-Sim
-Você acredita que quando você tem um propósito ou um desejo, você vai planejar de todas as formas pra você realizar seu desejo certo?
-Sim.
-Então. Mas em um problema. Você é um ser humano, logo. Você pode fracassar. Certo?
-Sim.
-Mas Deus é onipotente, logo, qualquer coisa que ele desejar que aconteça vai acontecer! Certo?
-Sim.
-Tá bom. Onde eu quero chegar com isso. Vá em primeiro Timóteo, capitulo 2, versículos 3 e 4.
-Certo!

Lá estava escrito: “Porque isto é bom e agradável diante de Deus nosso Salvador,
Que quer que todos os homens se salvem, e venham ao conhecimento da verdade. 1 Timóteo 2:3-4”

-Entendeu Dário? Aqui acaba de dizer que o maior desejo de Deus, o seu maior propósito é que todos sejam salvos. Qual vontade prevalece? A de Deus ou a sua?
-A de Deus...
-Pra completar. Vá no Mateus 5, versículo 26.

Lá estava escrito: “Em verdade te digo que de maneira nenhuma sairás dali enquanto não pagares o último ceitil.
Mateus 5:26”

-Pois bem Dário, essa é uma referência ao dia do juízo final, se ler esse capítulo desde o início, vai ler que Jesus se refere ao dia do juízo final.

Dário leu e confirmou que Nilton dizia. Nilton então continua:
-Não sairá da prisão até pagar o ultimo ceitil ou moeda. Aí acaba de dizer que simbolicamente, que você vai ficar no inferno por tempo limitado. Entendeu o que eu quis dizer Dário? Engoliu a pílula vermelha e viu a realidade agora?
-Sim. - diz Dário olhando espantado pra Nilton.
-Poi bem cara. Sabe quando eu te disse sobre estarmos vivendo um eterno ciclo, um eterno novo recomeço?
-Sei.
-Pois bem olha na Bíblia no Eclesiastes capítulo 3, versículo 15.

Lá estava escrito: “Tudo o que acontece ou que pode acontecer já aconteceu antes. Deus faz com que uma coisa que acontece torne a acontecer.” Eclesiastes, cap.3;15

-Pois bem. Quer saber o que rei Salomão quis dizer com isso? Que quando nós morrermos, iremos reviver tudo de novo. Pois tudo que acontece, já aconteceu antes e tudo que pode acontecer, também já aconteceu antes. Ou seja cara, se aconteceu de você se um cara que se envolveu com drogas e está aqui pra se recuperar e depois crescer na vida com um caminho certo. Isso já aconteceu antes! Se você tivesse sido um cara que morreu se envolvendo com drogas, isso também já aconteceu antes! Se você poderia ser um cara que nunca se envolveu com drogas e hoje seria um arquiteto. Isso também já aconteceu antes! Pois é bem claro nesse versículo. Tudo que acontece ou que pode acontecer, já aconteceu antes! Aí que entra o livre-arbítrio! Qual dessas possibilidades você que que aconteça? Aí sim eu diria que há o livre-arbítrio. Que é sempre uma oportunidade que Deus nos dá mesmo que seja após a morte pra vivermos essa mesma vida que já vivemos antes, renascendo nela de novo, em um novo mundo cópia desse justamente pra você fazer a melhor escolha até o dia de você se juntar com Deus definitivamente!
-Cara! Estou pasmo! Faz todo o sentido!
-Pois bem cara. Você inclusive a meu ver, pode reviver tudo de novo com mais dificuldades ou facilidades, como se fosse o nível easy, médio e hard de um vídeo game. A dificuldade poderia ser você nascer aleijado no nivel hard, ou renascer com a sua família pior do que a que você viveu ou poderia até mesmo ser o caso de você reviver tudo de novo numa família com boa condição igual a minha e isso seria bem mais fácil pra você. Seria o nível easy tá entendendo?
-Mais claro é impossível cara!
-Então tá!

Dário então passou os 9 meses que deveria passar no centro Bom Samaritano, foi um dos obreiros que ajudou a outros dependentes a largarem o vício e então voltou a trabalhar honestamente, se casou e teve 2 filhos e os criou bem. Então aos 93 anos, já viúvo porque sua mulher morreu, fica fraco e também começa a morrer. E lá está Dário de novo, em outro salão oval, mas dessa vez branco e nas paredes deste salão começa a passar sua vida novamente, desde o dia do seu nascimento, até o dia de sua morte aos 93 anos. Ele se emociona e diz pra si mesmo. “Eu sei que vivi bem, ms gostaria de ter feito melhor minhas escolhas e poupar meu sofrimento e dos que me amaram.”

E lá está Dário renascendo mais uma vez, em uma família humilde, ele então cresce e trabalha como pedreiro. Sua namorada o larga, mais uma vez ele está indo com Lucas até uma puteiro. Os amigos dele então lhe oferecem maconha, mas algo dentro dele, aquela sensação de já ter passado por essa situação vem de novo e algo lhe diz que é mal negócio experimentar a droga e ele diz:
-Não caras. To fora. Vou saindo aqui.

Ele então pega um moto-taxi e vai pra casa e passar então a cortar aos poucos a amizade de Lucas. O qual até tentou ajudar a largar o vício das drogas, mas depois o viu morrer com os próprios olhos, pois foi obrigado a matá-lo pra ficar vivo e salvar sua namorada com quem veio a casar, não foi preso porque considerarão legítima defesa. Mas essa é uma outra história... Agora Dário com o esforço que teve em vida, voltou a estudar, terminou o ensino médio e depois de muita luta se formou em arquitetura. E hoje aos 78 anos, está em um belo dia conversando com seu neto de 15 anos que lhe pergunta:
-Vô. Eu tenho tanto medo de ir pro inferno.
-Olha meu filho. Você não vai pro inferno.
-Mas minha mãe diz que eu vou se eu ficar vendo sites pornográficos.
-Sua mãe não sabe de nada.
-Ela diz que é pecado.
-Meu querido neto. Escute bem o que vou te falar.
-Tá bem.
-Só o único pecado, é forçar as outras pessoas próximas a você a passar por uma situação indesejável tanto pra elas quanto pra você.
-Como assim?
-Quando você rouba, você faz alguém passar pela situação indesejável de ser roubado. Quando você mente pra alguém, você faz uma essa pessoa passar pela situação indesejável de ser enganada. Quando você mata alguém, você faz essa pessoa passar pela situação indesejável de ser morta. Entendido?
-Sim vô!
-Isso aí garoto. Vamos jogar um vídeo game agora!

Fim


Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATENÇÃO! LEIA ISTO: Resolvi tirar a moderação dos comentários. Agora até você troll pode vir aqui me infernizar. Mas tudo tem seu preço! Quando você vir encher d lixo meu blog, no fim do mês vou limpar este lixo daqui e quando fizer isto. Vou estar limpando você q é um lixo no mundo. Vai doer muito em ti! Quer apostar q esta praga vai pegar? Quando sua vida depois virar do avesso, não diga q não avisei... Maktub!((Aquele q quiser se manifestar contra o q penso sinta-se a vontade, mas faça isso sem trollar, pois essa praga só inclui os trolls imbecis.) Agora você deve estar se perguntando porque estou fazendo isto? Só pra treinar minha ação com quietude mesmo.

Pesquisar este blog

Milton: O Jesus d Preto

Milton: O Jesus d Preto
Isso é porque muita gente me chama d Jesus, mas sou só o Milton mesmo porque Jesus é todo mundo.

Deseja fazer um Pacto com OGGU?

O q você acredita q vem depois da morte?

Você a favor da legalização das drogas?

Qual sistema d governo você acha ideal pra o mundo?

Todo poder Executivo e Legislativo devia viver num regime comunista ou socialista?

Daily Calendar

Capa do meu livro

Capa do meu livro
Essa foto é do meu amigo Alberto q fez esse blog pra mim e me ensinou a mexer nele.

Your IP and Google Map location