quarta-feira, 27 de março de 2013

Trecho da crônica número 6



Obs: Essa nova crônica, se chama O novo recomeço de Osmar. Osmar é o filho de Nilton, que trabalha como policial civil e usa seus dons paranormais, ensinados pelo seu pai, pra desvendar crimes. Os dons mentais que ele usa, lhes foram ensinados pelo seu pai que não conseguiu dominá-los e que por isso veio a ficar louco por uns tempos. Mas Osmar aprendeu a usá-los e a controlá-los bem. Por isso consegue usá-los pra solucionar crimes, embora fazer isso não seja muito recomendável. Leia aqui um trecho de 4 páginas apenas, da minha primeira crônica policial do meu novo livro Crônicas de um novo recomeço.

O tempo então foi passando, meu pai me ensinou como usar melhor esses dons mentais que eu tinha, com a vantagem que eu não pirei usando eles, eu só não usei esse tipo de dom, pra matar pessoas. Mas estava sendo bem útil pra mim pra fazer muitas coisas! Eu já estava com meus 23 anos, tinha me formado no curso superior tecnólogo em segurança pública, passado no concurso pra polícia civil e dessa vez lá estava eu trabalhando a um mês ainda. Meu primeiro caso realmente importante que eu iria tomar conta. Meu pai disse que usando esse dom, poderia fazer muito em prol da sociedade, mas disse que os meus colegas policiais não deveriam saber nunca disso! O que eu tinha de fazer, era algo bem complicado pros meus colegas. Havia se passado 24 horas que uma jovem tinha desaparecido. Pelo visto era um sequestro óbvio, nós só tínhamos encontrado o carro dela, numa rua deserta. Pelo que a investigação apontava, também tinha outro carro que estava lá por perto, ela tinha saído do carro e pelo visto foi forçada a entrar dentro do carro. O problema que não tínhamos nenhuma testemunha que viu que carro era e muito menos que pessoa era até agora. Teríamos muito trabalho usando os procedimentos convencionais pra descobrir o paradeiro da jovem estudante de 18 anos que voltava de carro da universidade e que sempre passava por aquela rua deserta pra chegar mais cedo em sua casa. Não havia nenhuma digital no carro, nenhum sinal de quem era o desgraçado que pegou ela! Mas eu tinha em minhas mãos o que já me bastava pra saber onde ela estava. Uma foto dela! Já me bastava mais do que o suficiente pra encontrá-la! Na noite daquele dia, então decidi usar a habilidade pra solucionar logo o caso em quanto meus outros colegas trabalhavam com as técnicas convencionais deles. Olhei pra foto da moça deitado na minha cama, então quando fui adormecendo, lá estava eu no corpo dela, vendo o que estava se sucedendo pelos olhos dela.

Como sempre, Joelma dos Santos, voltava do seu curso de psicologia. Indo pra sua casa, ela tem uma surpresa! Seu professor está com o carro parado no acostamento e com o triângulo sinalizador do lado de fora. Ela então para o carro, vendo o professor do lado de fora então pergunta:

-Professor Januário? O que foi que aconteceu aqui?
-Joelma! Nem te conto! Eu hoje tava indo pra casa de minha tia visitar ela. Mas meu pneu furou aqui! E eu to sem step aqui no carro! To querendo ligar pra um reboque mas não consigo! Essa operadora de celular tá uma merda hoje!
-Tudo bem professor! Eu vou te emprestar meu celular!

Quando Joelma então se aproxima pra dar o celular a ele, ele aperta o braço de Joelma, que sente uma pontada furando ele. Em poucos segundos ela desmaia, quando acorda, ela está nua com uma bola de borracha na boca. Dependurada pelos braços, quando olha pra cima, ela então vê seu professor chegando, seminu e usando um chicote suas mãos, ele então diz:

-Eu fiquei louco por você desde o dia que te vi a primeira vez na minha sala! Depois que decidi conhecer você mais profundamente, passei a olhar suas fotos no facebook... Me apaixonei de vez! Então pensei! Ela seria tão boa pra ser mais uma da minha coleção de bonecas!

Eu então decido acordar e ir direto pesquisar no facebook de Joelma o nome Januário! Foi fácil achar a cara do safado! Foi então que olhando pra foto dele, comecei a me concentrar pra apagar de novo e finalmente ver os passos que ele tinha tomado! E lá estava eu de novo! Mas agora no corpo do desgraçado e vendo tudo que ele via! Dessa vez ele estava colocando o corpo dela no porta malas. Ele seguiu em frente no seu sedam, eu prestei atenção em todos lugares que ele estava passando, ele não ia pra casa dele, ele foi pra um lugar afastado a 12 quilômetros da cidade. Uma pequena chácara, assim que ele entrou lá com ela em seus braços, ele estava já a preparando, tirou sua roupa a deixando nua e a amarrou pelos braços. Em quanto ele ainda a esperava acordar, eu o vejo entrando num outro quarto. Tem no chão deles duas adolescentes, maquiadas como bonecas. Mas tem algo bem diferente nelas... Suas pernas e braços, são feitas de silicones. Elas estão vestidas como bonecas de criança! Ele pega uma delas que não grita e parecem não ouvir e nem falar, começa a sessão de estupro e tortura! Depois disso eu vejo eu vejo o desgraçado entrar no seu computador! Ele está usando a deep web, é por lá que ele oferece seus serviços. Ele vende bonecas humanas! Eu sinto um nojo e um ódio inimaginável por estar apenas a alguns minutos no corpo desse desgraçado sentido o que ele sente! Me sinto péssimo! Entra numa mente de um criminoso é algo horrível! Talvez agora eu entenda o que meu pai quis dizer com efeito colateral desse dom! Com certeza a gente pode pirar se estiver na mente de um desgraçado desses vendo o que ele vê e sentindo o que ele sente! Ele está recebendo uma encomenda pra fazer uma nova boneca! Eu vejo então ele preparando os seus equipamentos, a próxima vítima será Joelma! Decido acordar logo! Meu coração está a mil e eu estou todo suado! Se eu não agir rápido! Ela vai ser a próxima vítima! Não sei quanto tempo ela ainda tem, saio do meu quarto e topo com meu pai na cozinha assaltando a geladeira:

-Filho? Pra onde você vai agora?
-Trabalhar.
-Trabalhar? Mas já não é folga sua?
-Tenho que ir pai! Thau!
-Thau...

Pego o carro e começo a seguir o caminho que o desgraçado estava fazendo até chegar na chácara. O lugar parece calmo, eu ando de vagar pra não fazer nenhum barulho, eu vejo o carro dele do lado de fora. A luz da sala da frente está acessa, ele deve estar lá, eu andando lentamente e sem fazer barulho, começo a chegar perto da janela. Com certeza não quero chamar a atenção, bater na porta nem pensar, vou entrar sem ele saber, eu o vejo ir pra um outro lugar da casa. E nesse momento, que pulo furtivamente pela janela e começo a seguir o desgraçado. Com minha pistola em mãos eu encosto ela na cabeça dele e digo;

-Perdeu fila da puta! Mãos pro alto!

No momento que ele está levantando as mãos, eu já imaginava que ele iria reagir! Num movimento rápido ele conseguiu derrubar minha arma no chão! Então começa o combate! Ele é mais alto que eu 10 centímetros! Estamos então lutando no meio da sala e quebrando todos os objetos lá! Ele não é um psiquiatra e professor comum! Luta muito bem! É um confronto que dura quase 2 minutos! Tem um momento que ele quase me acerta com a agulha envenenada que estava em seu anel! Mas eu tinha conseguido quebrar aquela agulha usando um abajur velho! No fim eu acabo dando um golpe de jiu jitsu nele, o bom e velho mata leão! Ele apaga rapidamente!

Aproveitando isso, eu então finalmente o deixo preso e bem amarrado no conhecido pacote que aprendi na polícia. Não foi difícil achar a jovem Joelma e depois as outras duas adolescentes, elas não falavam e nem escutavam. Joelma estava em estado de choque! Felizmente ainda viva e inteira! Quando eu pude observar as duas adolescentes bonecas, percebi que elas não ouviam e nem falavam assim como na minha visão, não tinham também mais dentes! Em suas bocas tinham sido colocados próteses de silicone no lugar de dentes! Só assim elas poderiam ser obrigadas a pagar um boquete sem poderem morder o pênis do desgraçado! Foi uma situação lastimável! Nunca vi algo mais podre! Foi a primeira vez que eu confirmei algo tão assustador em minha vida! A mente dos criminosos é algo mesmo terrível! Confirmar o que ele fazia depois de ter entrado em sua mente foi assustador! Chamei então os companheiros de confiança que vieram logo! O delegado ficou espantado com tamanha atrocidade que o médico cometia! Ele já vinha a anos sequestrando adolescentes e moças joviais pra fazer de bonecas humanas. Ele as vendia pela deep web, antes de fazer isso, fazia toda uma cirurgia nelas, substituindo suas pernas e braço por membros de silicone. Ele cortava suas cordas vocais pra que elas não gritassem, as segava e as deixava surdas pra elas virarem meras bonecas depois! Ficando sujeitas a seu dono! Isso deixou todos horrorizados! Ele pra variar era um homem bem visto pela sociedade, tinha mulher e filhos, mas ia pra sua chácara e nos quartos bem escondidos de sua família ele fazia suas atrocidades! Meu chefe ficou espantado mesmo não foi só com o criminoso! Mas sim como eu sozinho pude desvendar tão rápido esse crime! Tive que inventar boas desculpas com um fundo lógico extraordinário pra ele ter a explicação dele. Pelo menos através da solução desse crime, as duas adolescentes foram entregues as suas famílias e trataram de reabilitar elas, com cirurgias elas voltaram a ver ouvir d novo, mas arranjar novos membros feitos com células troncos pra ela ainda levaria um certo tempo pra acontecer. Pra menor infelicidade dela, a medicina hoje já estava bem avançada pra poder fazer isso, quanto a Joelma, teria que passar por muitas sessões de terapia pra superar o estupro e tortura que sofreu em quanto estava nas mãos daquele desgraçado. Meu pai ficou sabendo a verdade de como foi que eu achei o desgraçado. Ele então disse:

-É filho. Pelo visto você conseguiu desenvolver bem esse dom. Mas lembre-se do que eu te falei sobre isso. Se você começar a entrar na mente demais das pessoas pra fazer isso. Você terá como efeito colateral absorver parte da personalidade delas temporariamente. E isso pode fazer você pirar! Foi isso que aconteceu comigo! É por isso que deixei de usar esse tipo de dom. Pois quando passei a usar demais, já estava descontrolado, entrava na mente de tantas pessoas que os sentimentos delas e os traços das personalidades delas começaram a confundir minha mente. Estava achando que eu era como elas sem eu realmente ser! Então cuidado filho, fique um bom tempo sem usar isso ou vai acabar passando pelo que passei. É bom agora você tomar um bom banho de água doce num rio pra se limpar logo dessa carga emocional desse cara.

-Certo pai...

-Viu só. Está até frio como ele. Ainda bem que não ficou muito tempo na mente dele. Mas bom trabalho filho! Você fez o que era certo! Mas como eu disse! Procure usar esse dom, pra ocasiões bem especiais mesmo!

-Tá pai. Você te razão. Foi horrível estar na pele daquele cara.

-Isso é o de menos, fica pior mesmo, quando você passa a matar pessoas só olhando pra foto delas.

-Espero nunca precisar fazer isso.

-Acredite filho, se tiver de matar alguém um dia, é melhor matar na bala do que matar depois com a mente! Pois o efeito colateral é muito forte depois!

-Entendo pai.

-Nem queira saber quais são os efeitos colaterais depois se você matar uma pessoa assim! É melhor usar esse tipo de dom pra fazer as pessoas se darem bem na vida filho, jamais o use pra destruir pessoas! Ah não ser que não aja outra alternativa!

-Certo pai. Vou me lembrar disso.

Depois disso meu pai me abraçou e me beijou o rosto, vi uma lágrima descendo pelo seu rosto. Ele como sempre dizendo:
-E eu aqui como sempre sendo essa manteiga derretida!

Fim

Link desse trecho na página recanto das letras: http://www.recantodasletras.com.br/cronicas/4211272

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATENÇÃO! LEIA ISTO: Resolvi tirar a moderação dos comentários. Agora até você troll pode vir aqui me infernizar. Mas tudo tem seu preço! Quando você vir encher d lixo meu blog, no fim do mês vou limpar este lixo daqui e quando fizer isto. Vou estar limpando você q é um lixo no mundo. Vai doer muito em ti! Quer apostar q esta praga vai pegar? Quando sua vida depois virar do avesso, não diga q não avisei... Maktub!((Aquele q quiser se manifestar contra o q penso sinta-se a vontade, mas faça isso sem trollar, pois essa praga só inclui os trolls imbecis.) Agora você deve estar se perguntando porque estou fazendo isto? Só pra treinar minha ação com quietude mesmo.

Pesquisar este blog

Milton: O Jesus d Preto

Milton: O Jesus d Preto
Isso é porque muita gente me chama d Jesus, mas sou só o Milton mesmo porque Jesus é todo mundo.

Deseja fazer um Pacto com OGGU?

O q você acredita q vem depois da morte?

Você a favor da legalização das drogas?

Qual sistema d governo você acha ideal pra o mundo?

Todo poder Executivo e Legislativo devia viver num regime comunista ou socialista?

Daily Calendar

Capa do meu livro

Capa do meu livro
Essa foto é do meu amigo Alberto q fez esse blog pra mim e me ensinou a mexer nele.

Your IP and Google Map location