quinta-feira, 16 de maio de 2013

DESABAFO DE ALGUÉM QUE TENTOU SER EVANGÉLICO


Terminei de ler o livro A Cabana, recomendo pra todo cristão de qualquer vertente! O livro é um verdadeiro tapa intelectual na cara pra fazer as pessoas refletirem sobre muitos paradigmas da religião e da sociedade! Até eu revi certos conceitos meus! Com certeza se o cristianismo de hoje, a bíblia, me apresentassem deus como apresenta o livro, provavelmente não teria me tornado ateu. Não acho ruim ter virado ateu, pelo menos quando se trata em questão do deus abraâmico. Prefiro dizer que sou um livre pensador espiritualista que acredita no Grande Corpo, o Grande Espírito.

Tenho que ler o livro de Volta a Cabana, pra ficar mais por dentro da visão teológica do autor. Que ao que tudo indica, é bem semelhante a minha, diferenças temos, mas até agora são poucas.

DESABAFO DE ALGUÉM QUE TENTOU SER EVANGÉLICO

Já ta muito na cara aqui, que eu sou um revoltado com igreja. Católica ou evangélica, o primeiros traumas, foram com a católica. Não tive experiências felizes nela. Não, não fui abusado por um padre ok? Mas nasci num família de avós fervorosos. A minha avó foi a que mais me botou medo com os dogmas da religião, mas também não foi lá aquelas coisas brabas assim também não. Devo ter nascido com cérebro feito mais pra questionar mesmo. Mas resumindo, eu realmente vi absurdos no catolicismo. O meio me influenciou muito, as aulas de história me fizeram pensar. Graças a influência do meu irmão mais novo que eu um ano, o Luís. Eu acabei tendo uma certa rivalidade que hoje existe com ele pra buscar treinar mais o intelecto e ele pra treinar mais o físico. A rivalidade continua, de forma saudável é claro! Praticamente todo irmão é assim. A maturidade de meu irmão sempre foi maior que a minha e ele que parece ter tomado o cargo de irmão mais velho e e acho legal isso! Mas ok! Voltando ao assunto, quando tentei virar evangélico, até na igreja evangélica, passei por traumas. Não. O pastor não me estuprou, se os pervertidos de plantão pensaram isso. Eu juro que tentei muitas vezes buscar nas igrejas evangélicas o que não achei na católica. A primeira veza, em Patrocínio, eu passei por uma fase difícil devido a relacionamentos com falso amigos, sofria muito bulling. Em Patrocínio tentei virar crente a primeira vez, minha mãe foi contra e achava muio ruim. Eu até gostava, mas eu fui também começando a perceber aqueles preconceitos, aquelas encenações e desisti de ir na igreja, que era Presbiteriana renovada. Depois mudamos pra Paragominas, tentei participar do grupo de jovens por influência de minha mãe. 


Achei uma merda... Conheci a galera mistica por lá e foi bom! Eram os headbangers de Catalão, a galera mais questionadora. Influenciaram muito! Depois nos mudamos pra Patrocínio de vez, me afastei de vez das religiões, ia raramente na igreja católica, pra acompanhar mãe e namorada. Mas desanimei com que o padre falava, pois já questionava muito naquela época. Foi então que comecei a surtar! A gente tava em Paragominas, passei pela cirurgia porque tava com o intestino infequicionado. Depois me recuperei, surtei de novo, tentei ser crente mesmo surtado, mas os crentes babacas de lá eram todos falsos comigo e diziam que eu era o demônio. Depois lúcido de novo, todas as igrejas que praticamente eu fui, notava como sempre a mesma falsidade. Na minha frente sempre me tratavam bem, depois nas minhas costas eu sempre descobria que faziam minha caveira, aí desanimei de vez de frequentar igreja, eu tive a infelicidade de ter tido só experiências ruins nessas igrejas evangélicas, até mesmo quando lúcido. Muito disso, aconteceu por causa de fofocas de uma crentelha mãe de uma mina que eu tinha uma paixonite. Fanática que só! Ela saía de carro falando que e meus irmãos eramos os 3 anticristos de volta a Terra! A mulher literalmente era doida igual eu! Talvez até mais! Graças a ela! Meu filme foi queimado com muitas mãe que não deixavam suas filhas e filhos serem meus amigos. Ouvi muitas vezes: "Meus pais não querem que eu ande com você." E na boa, nem mesmo quando eu estava lúcido, não adianta. Eu ficava mais na minha, nem sempre saía falando do que realmente eu pensava pros irmãos das igrejas evangélicas que ia. Ficava mais na minha mesmo, mas era só começar a me evolver por mais tempo e conhecer toda aquela hipocrisia, os preconceitos e o fanatismo mais de perto a falsidade principalmente! Aí eu descrensava de vez! O pior que eu percebia a falsidade mesmo, quando eu era verdadeiro quando me perguntavam o que eu pensava mesmo e eu falava. Depois vinha sempre nos meus ouvidos dos poucos irmãos verdadeiros na igreja, o que os idiotas estavam falando de mim. Depois eu ainda confirmava que era mesmo verdade só jogando verde pra colher maduro. Resumindo, minhas experiências foram péssimas em igrejas evangélicas. Em 2011, tentei de novo, ir nas igrejas daqui e de novo notava as mesmas coisa, eu não devia ter estudado livro de linguagem corporal... O que li no livro e o pouco que lembrava já era suficiente pra notar a falsidade, que sempre confirmava depois. Por isso, que hoje eu fico tão puto quando um amigo meu headbanger vira evangélico. 

Eu tive experiências péssimas com Igrejas de várias denominações, meus pensamentos questionadores e críticos também ajudaram nisso. Eu cassei as Igrejas e as poucas pessoas mais liberais e de mente abertas nelas, achei poucas e até mesmo os líderes delas me desanimavam. Muito desses preconceito, foram por causa do meu transtorno mental onde quase todos me viam como possuído. A minha fama na internet também não ajudava, o povo acolhedor e amoroso, verdadeiro que eu esperava encontrar nas igrejas, nunca encontrei. Tudo isso, por causa de ter um pouco de conhecimento de psicologia e de linguagem corporal que busquei por conta própria. Em 2011, também procurei as igrejas tanto surtado e lúcidos, foi a mesma coisa de Paragominas, antes que piorasse, decidi não me envolver mais, pra evitar os mesmo erros. Como ia dizendo, por isso que não gosto que meus amigos headbangers virem evangélicos. Sim, não estou dizendo que eles vão ter uma experiência ruim igual eu tive, eu vejo muitos realmente estando felizes nelas! Mas isso porque eles não tiveram o conhecimento que eu tive. O meu medo é que eles se frustem nelas da pior maneira, igual já aconteceu com alguns e eu disse: "Eu avisei!" Mas pode ser que seja diferente. Hoje, tentei ser ateu desde 2012, mas percebi que meus questionamentos fazem tantos paradigma surgir, que o rótulo que da mais certo pra mim é o de Livre Pensador. Meus pensamentos vão além de qualquer imos. Mas fica aí meu desabafo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATENÇÃO! LEIA ISTO: Resolvi tirar a moderação dos comentários. Agora até você troll pode vir aqui me infernizar. Mas tudo tem seu preço! Quando você vir encher d lixo meu blog, no fim do mês vou limpar este lixo daqui e quando fizer isto. Vou estar limpando você q é um lixo no mundo. Vai doer muito em ti! Quer apostar q esta praga vai pegar? Quando sua vida depois virar do avesso, não diga q não avisei... Maktub!((Aquele q quiser se manifestar contra o q penso sinta-se a vontade, mas faça isso sem trollar, pois essa praga só inclui os trolls imbecis.) Agora você deve estar se perguntando porque estou fazendo isto? Só pra treinar minha ação com quietude mesmo.

Pesquisar este blog

Milton: O Jesus d Preto

Milton: O Jesus d Preto
Isso é porque muita gente me chama d Jesus, mas sou só o Milton mesmo porque Jesus é todo mundo.

Deseja fazer um Pacto com OGGU?

O q você acredita q vem depois da morte?

Você a favor da legalização das drogas?

Qual sistema d governo você acha ideal pra o mundo?

Todo poder Executivo e Legislativo devia viver num regime comunista ou socialista?

Daily Calendar

Capa do meu livro

Capa do meu livro
Essa foto é do meu amigo Alberto q fez esse blog pra mim e me ensinou a mexer nele.

Your IP and Google Map location