terça-feira, 22 de setembro de 2009

A noite do Dois: Voltando as Memórias d um Transtorno Part.Final


Part.Final

O policial q me chutou então começou a falar. “Se você não falar tudo agora tu vai...” Eu então disse calmamente. “Por favor senhor. Não precisa me bater pra saber o q você quer. É só você me perguntar q eu vou t responder.” Ele então perguntou: “Qual seu nome?” Respondi: “Milton José Rodovalho Moreira d Lima.” Ele perguntou: “Quem é sua mãe e o q ela faz?” “Maria Marta Rodovalho Moreira d Lima. Advogada.” “E quem é seu pai e o q ele faz?” “Osvaldo Moreira d Lima. Engenheiro d segurança.”

Eles então pegaram o Francisco e fez ele sentar do meu lado e perguntaram: “Ele é seu pai?” Eu disse: “Não.” O q vocês estavam fazendo junto: “Iamos num puteiro trepar com umas putas.” “E porque vocês voltaram aqui?” “Ele tinha dito q esqueceu a carteira d indentidade aqui.” “E por que caralho ces tavam com os braços acorrentados juntos?” Eu pensei. Se eu falar a eles q eu fiz aquilo por causa daquela história d pocessão d um lobo eles não iriam acreditar. Falei “Sei lá cara. Nem me lembro mais porque.” O outro falou: “Pra mim isso era viadagem.” Um deles então falou pro Francisco. “Tá liberado.” Eu ia me levantando também pensando q eu também tava liberado. Um deles logo me fez abaixar e disse: “Você não.”

Me sentei d novo no vaso. Foi então q olhando pra baixo eu percebi q eram 23 caras q estavam lá. Dois policias q se diziam ser da Força Nacional e tinha uma luz do lado esquerdo da minha cara. Era um outro cara me filmando.. Quando olhei pra câmera o cara q tava me filmando falou: “Olha Milton! Eu também sei Karatê!” Ele deu um soco na minha cara. E deu uma risadinha.

Um dos policiais falou: “Vamos voltar a nossa conversa. Qual é a senha?” Respondi: “Senha do q?” Um deles começou a me bater dando cascudos na minha e a dizer: “Não desconversa! É da bomba q estamos falando!” E eu disse enquanto me batiam: “Tá bom! Tá bom! A senha!” Ele parou d me bater e eu continuei a falar. “Deixa eu me lembrar.” A única senha q me lembrei foi da senha d um fake meu do orkut q nem me lembrava mais. Mas naquele dia eu me lembrei, era do meu fake q eu tinha dado o nome d Lúcifer.

Falei então: “6WDEUSSUESM9” Ouço um deles dizer. “Só isso. 6w deus e deus ao contrário e m 9.” E eu ainda disse: “Perae. Acho q tem mais uns números.” “Não é só isso mesmo.” Falou um deles. Ae um deles me perguntaram: “E seu blog! Porque você deixou escrito lá q ia explodir as delgacia.” Respondi: “Aquele blog eu só ponho teorias da conspiração e idéias minhas e denuncio a putaria q a nessa cidade e nesse país pra ver se as pessoas fazem alguma coisa.” “Mas porque você faz isso?” Eu respondi: “Faço isso porque quero essa cidade em q vivo melhor. Por quero meu país melhor.” “Você é satanista?” “Não sou satanista. Sou mulçumano.” Naquela época estava delirando q era mulçumano. “Você não crê em Jesus?” “Creio em Alá.” Foi então q comecei a falar alguma coisa com sentido naquela noite. Um deles me perguntou. “Me mostre Alá.” Apontei pra luz da lâmpada e disse: “Alá.” “A lâmpada?” “Não. A luz. Vocês não dizem q Jesus é luz. Então tae. Alá, A luz.”

Foi então sentado no vaso. O policial chegou e me jogou uma moeda d 10 centavos. Peguei rapidamente por puro reflexo e olhei pra ela. E lá estava o 10. Só q tinha visto uma moeda d ouro na hora q é o q ela parecia. Guardei no bolso. Um deles então segurou os meus cabelos e disse. “Você não vai dizer nada do q houve aqui!” Me soltou e saiu.

Ae não sei o q um deles falaram depois. Só sei então q fiquei nervoso na hora e tirei minha calça levantei fiquei só d cueca e disse. “Você querem sabe mais alguma coisa? Querem me ver pelado por acaso.” Um deles falou: “ Veste sua calça e senta ali no chão.” Sentei no chão e então comecei a fazer uma oração q inventei q eu sempre fazia quando queria relaxar. A oração é repetir a palavra LAILA várias vezes. Pra mim ela tem um significado, cada letra tem um significado. Libertação agora interior. Libertação agora. Ou Laila. E comecei: “Lailalalalalalalala .Lailalalalala. Laialalalalala. Lailalalalala.” Me senti bem calmo depois.
Um deles saiu d lá meio q revoltado. E um deles falou: “Levanta e veste sua camisa.”

Só peguei minha camisa q tava no lixo mas não encontrei meus sapatos. Então sai do banheiro descalço com a camisa toda molhada e com as mãos nas costas presas por uma algema. Tive q pedir um dos policiais q me ajudasse a subir na carroceria da viatura. O Francisco saiu d lá gritando dizendo q tínhamos sido torturados. Uma amigo meu q eu confundi com o delegado chegou lá também e eu pedi ele pra ligar pra minha mãe. Ele ligou. Minha mãe chegou alguns minutos depois e me perguntou o q tinha acontecido. Eu disse a ela: “Hora mãe. Eles tavam me batizando. Tá vendo q eu to todo molhado.” Ela olhou pra mim e viu meu nariz com aquele sangue coagulado. E perguntou: “Q isso no seu nariz.” “Fazia parte do batismo mãe.”

E depois eu xinguei todo mundo quando estava no camburão. Aqui as viaturas não são cobertas atrás. A viatura era uma Toyota Hilux modelo antiga. Tava na carroceria dela com um policial. Xinguei todo mundo e até falei o numero do telefone da minha mãe em voz alta. Estranhamente a energia tinha acabado. Tinha dado um blecaute na cidade. Só sei q na hora q estava saindo falei algumas coisas sem sentido: “Vocês não sabem q pra os árabes. Bisexual é aquele q compreende os dois sexos! Vão se fuder otários!” Eu tava com aquele meu delírio q era mulçumano ainda.
Chegamos na delegacia. Minha mãe tava lá também com meu pai. Sentei no banco e fiquei esperando. E eu tava puto da vida. O Francisco então começou a falar com minha mãe. Eu disse: “Não fale com minha mãe!” Estava com raiva dele porque ele tinha me metido nessa encrenca toda.

Não sei o q aconteceu lá depois q ele começou a falar: “My friend my brother. My friend my brother.” Eu então falei. “My friend my brother.” Só sei q eu fui liberado d lá depois. Sai d lá com minha mãe e meu pai. Tentei durmir em casa mas não consegui por causa da raiva. As 6 da manhã e meu pai fomos tirar um raio X da minha cabeça. Não tinha nenhum traumatismo. Nem na minha cabeça e nem no meu nariz. Ele examinou minhas costelas e não tinha nenhuma costela quebrada também.

Depois fomos na delegacia fazer um boletim d ocorrência também. No dia seguinte iríamos levar aqueles desgraçados a julgamento. Minha mãe deu um jeito d tirar o Francisco da delegacia também depois q encontrou com pai dele q disse q ele tinha transtorno mental também. Até então minha mãe achava q ele era um drogado traficante com quem estava no lugar errado e hora errada.

No mesmo dia, na hora do almoço, algum babaca ligou pro celular da minha mãe e passou um trote em mim quando eu atendi. Ele falou. “Caos et vonuctum et caos.” Era uma palavra mágica q eu tinha inventado mandava pra quem me xingava no orkut. Nem me lembro mais se era assim. Mas quem fez isso estava naquele dia no posto e lia minha página no orkut. Tinha uns babacas d Paragominas q usavam fakes pra vir me xingar no orkut.

No outro dia acabou não tendo o julgamento porque estava tendo um assalto a banco numa cidade aquei perto e toda polícia teve q ir pra lá, inclusive os q seriam julgados pelo q me fizeram. O tempo passou. E eu fiquei alguns dias delirando achando q tinha sido iniciado na Força Nacional depois daquela noite. Tive outras crises. Me lembro q numa dessas crises cheguei a quebrar a televisão do meu irmão Luiz q mora em Belém. Eu e Francisco viramos amigos e estávamos em crise juntos.

Quando passei a me tratar e voltei a lucidez tive a seguinte conclusão daquela noite bizarra. Coincidentemente, presenciei dois acidentes d carro com moto na rua d uma igreja evangélica. Coincidentemente presenciei o muro da minha casa destruído e o muro da casa do meu visinho destruído também por uma camionete q se chocou a ele. Dois muros destruídos. Coincidentemente dois caras tentaram assaltar dois loucos q era eu e o Francisco e uma prostituta presenciou tudo. Coincidentemente dois policias nojentos nos espancaram e um boysim babaca filmou tudo.

Com certeza os policias pegaram a gente pensando q éramos dois drogados, mas tinha alguns boysim com câmera q me conhecia e resolveu filmar tudo depois q descobriram q eu q tava lá sendo espancado. E com certeza esses boysim deve ter falado q eu era um terrorista. Bem q eu tava usando o Nick no orkut: Milton: O Terrorista Humorista. Bem q o Francisco me falou q tinha um playboy filmando tudo e q depois ele sumiu d Paragominas. D alguma forma esse vídeo não parou no youtube. Ou hoje eu nem sei mais onde me esconderia.

Acabamos não processando os policiais porque eu mesmo desisti d fazer aquilo e até escrevi uma carta na delegacia q deixei escrito q os tinha perdoado. Não sei se entregaram a eles. Mas sei q eu d certa forma os perdoei. Mas ainda não esqueci o mal q eles me fizeram. Perdoar é o ato d não vingar pelo q eu sei. Creio q aquele mal q me aconteceu naquele noite tinha haver com a lei da ação e reação, desejei q outros se fudessem naquele dia, teve gente se fudendo e depois eu q me fudi. O q me alivia hoje é q creio q nem aqueles dois policiais babacas escaparam da lei da ação e reação. Pelo menos assim espero.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATENÇÃO! LEIA ISTO: Resolvi tirar a moderação dos comentários. Agora até você troll pode vir aqui me infernizar. Mas tudo tem seu preço! Quando você vir encher d lixo meu blog, no fim do mês vou limpar este lixo daqui e quando fizer isto. Vou estar limpando você q é um lixo no mundo. Vai doer muito em ti! Quer apostar q esta praga vai pegar? Quando sua vida depois virar do avesso, não diga q não avisei... Maktub!((Aquele q quiser se manifestar contra o q penso sinta-se a vontade, mas faça isso sem trollar, pois essa praga só inclui os trolls imbecis.) Agora você deve estar se perguntando porque estou fazendo isto? Só pra treinar minha ação com quietude mesmo.

Pesquisar este blog

Milton: O Jesus d Preto

Milton: O Jesus d Preto
Isso é porque muita gente me chama d Jesus, mas sou só o Milton mesmo porque Jesus é todo mundo.

Deseja fazer um Pacto com OGGU?

O q você acredita q vem depois da morte?

Você a favor da legalização das drogas?

Qual sistema d governo você acha ideal pra o mundo?

Todo poder Executivo e Legislativo devia viver num regime comunista ou socialista?

Daily Calendar

Capa do meu livro

Capa do meu livro
Essa foto é do meu amigo Alberto q fez esse blog pra mim e me ensinou a mexer nele.

Your IP and Google Map location