sexta-feira, 15 de agosto de 2008

A verdade dói Cap.5-Part.2


Part.2

Ouço o barulho de um avião caindo, olho na direção do barulho, está vindo um avião com tudo passando pelas minhas costas, depois de ter arrastado vários metros e parado a uma distância de poucos metros de nós. Ainda vejo de lá os tripulantes saindo felizes pela porta do avião por estarem vivos, ouço a gritaria:
- Estamos vivos! Estamos vivos! Iurruu!

Olho embasbacado para aquilo e ainda vejo descendo de lá o comandante dando uma gravata(Lhe apertando o pescoço com os braços.) no pescoço de um homem com aparência americana dizendo:
- Você achou que iria destruir meu avião! Seu fanático da “Al Qaeda ocidental”!(GEDA)
- Eu iria morrer por Deus!
- Se fosse para morrer salvando vidas até que ia! Mas tirando! Isso não é desculpa seu maluco!
- Se não fosse esse combustível que tivesse acabado, todos vocês estariam mortos!
- Ainda bem que eu joguei todo hidrogênio fora seu idiota! Saiba que Bim Ladem já morreu seu louco!
Ainda vejo um homem se ajoelhando no chão, levantando as mãos para o alto e gritando:
- Deus! Eu prometi parar de fumar se sobrevivesse a essa! Eu não vou mais fumar! Eu nunca mais toco um cigarro na minha boca!
E vejo um garoto gritando:
- Deus! Eu nunca mais vou me masturbar! Eu paro a partir d hoje!
E uma mulher dizendo:
- Deus! Eu irei parar de me dedicar depravação e a luxuria e agora seguirei uma vida santa! Vou virar sua serva de agora em diante!
E um homem de cabelos brancos gritando:
- Deus! Eu acredito no senhor! Me perdoe por ter sido ateu! – depois de dizer isso ele ainda se ajoelha e beija a terra e continua – Essa terra é sagrada! Vou fazer de tudo para ajudar quem vive nela. Vou escrever um livro sobre essa experiência!(Ele vem de Portugal já que no Brasil não existe mais ateu.)

E ainda vejo saindo de dentro do avião um grupo de pagode formado por negros, japoneses, alemães e até árabes cantando:
- Deixa a vida me leva! Vida leva eu...( Grande Zeca Pagodinho!)
Olho para os lados, vejo um homem pegando nos meus ombros dizendo:
- Hoje, eu me assumo como homossexual!
Em seguida ele me dá um selinho na boca, na hora eu o empurro de nojo e ele sai correndo virando acrobacias dignas de um ginasta olímpico, eu passo a mão na boca de nojo e por minha surpresa vejo uma mulher loira e linda correndo para meu lado gritando:
- I will not try to suicide again, never more, Christ! (Eu nunca mais vou tentar me suicidar, Cristo!)
Ela vem e me dá um beijo na boca, as coisas já melhoraram então, levo o beijo de um cara que se diz assumir ser homossexual, mas em compensação vem uma loira gostosa me beijar na boca. Quando olho para direção de Cristo, ele está no chão morrendo de tanto rir. Logo eu lhe falo aborrecido:
- Você que deve ter feito tudo isso!
Ele tira um livro da roupa e diz:
- Eu! O cara q escreveu o livro que sim, deixou está parte no começo do capitulo cinco, na página. – diz isso enquanto folia o livro. – Achei! Você fala isso... É na página cento e...
- Não quero sabe! Pouco me importa isso!
- Era isso que estava escrito no livro, era uma mensagem que o escritor previu pra você. – fecha o livro, guarda-o e continua rindo.
- Maldito escritor! – digo isso segurando com muita força meus cabelos.
- Que isso cara, ele fez um monte de coisa boa, só porque ele não esperava que o que estava escrevendo ia acabar acontecendo meu? – fala se levantando do chão.

- Mas você errou numa coisa! O raio ainda não caiu na minha cabeça e eu não fui picado pela cobra! E isso não aconteceu tudo ao mesmo tempo!
- Aconteceu, só que de forma diferente, só pra você ver esse milagre que aconteceu no avião. – sorri ele.
- Não acredito! Eu não acredito! Agora essa história toda já ta indo longe demais!
- Já era de esperar isso de você, foi Tomé na reencarnação passada.
- O quê!? Eu não vou deixar nenhuma cobra me picar e nenhum raio cair em mim! Eu vou correr!
Começo a correr pelo lugar, mas sinto uma dor que começa na minha perna, olho e vejo a cobra. Em seguida olho para cima, vejo um clarão em cima da cabeça e depois não vejo mais nada...
- Ei Carlos!

Ouço a porta do meu quarto se abrir, abro os olhos e vejo Renato, um amigo de minha adolescência. Ele está jovem, como um adolescente, até parece que voltei no tempo, pois também estou como um adolescente! Depois que me lembro que tive um sonho muito estranho e maluco, em que eu era adulto, que não consigo me lembrar direito. Me espreguiço na cama, ajeito a almofada que estava escorado com a cabeça e observo Renato. Ele me diz:
- Ei cara! Pô meu, cê devia parar de dormir o dia inteiro, cara!
- Sabe muito bem que eu gosto de dormir depois do almoço. O que você quer? Q q tu manda?
- Te acordar um pouco e te emprestar esse livro que eu sempre quis comprar.
- Me mostra.
- Aqui está. – diz ele me entregando o livro.
Olho a capa e digo:
- Espíritos Indomáveis, de R.C.Esterves. Cê compro esse livro cara! Dizem que ele tem a maior paranóia recheada d uma boa dose d teoria da conspiração e que o escritor é meio louco.
- Esse livro é super interessante cara! O melhor que já li. Ele tem umas viajem bem loca meu, mas é divertido. Eu comprei ele e depois foi autografado pelo próprio escritor!
- Falam que o escritor desse livro é um anticristo, tem um monte de crente que fala que ele é servo de satanás. Parece q ele morreu também faz poco tempo.
- O livro trata de assuntos polêmicos, mostra todo o ponto de vista do autor, que soube escrever de uma maneira bem criativa e original, misturando um monte de coisas. Ele gosta de escrever livros bem variados, é ótimo e foi feito exclusivamente para você, se você ler isso... Você vai expandir seu modo de ver o mundo.

- Pra mim... – falo com cara de deboche para Renato – Por que exclusivamente pra mim?
- Pois o nome do personagem principal é Carlos.
- Deve ser interessante.
- É ótimo! Vai adorar lê-lo.
- Deixa eu abrir ele. – abro o livro e vejo um quadrinho logo nas primeiras páginas e pergunto – Quê que é isso? Um livro ou uma história em quadrinhos?
- É que começa com uma história em quadrinhos bem criativa, ilustrada pelo próprio autor.
- Ele também é desenhista?
- É.
- O livro é de que?
- De tudo que se imaginá! Tem humor, tem ficção, intriga, suspense... Tudo que se imagina tem. Talvez até mais do que isso, olha que ele foi escrito por um cara que não era muito bom em gramática, feito no maior amadorismo. O cara começou a escrever o livro aos 17 anos, só foi finalizalo pra vale, na vida adulta.
- Sei, deve se um lixo se o cara mal sabe escreve.
- Mas o conteúdo é ótimo! É a maior onda da galera meu, os livros dele, cê tem que lê!
- Vo vê se tenho paciência, cara. Sabe que eu sonhei sobre esse livro.
- Quê! E o quê você sonhou!?
- Eu heim, pra quê esse susto cara?
- É melhor você não ler esse livro, ou vai ficar loco. Me dá ele.
- Ei cara! Qualé meu, quê que tem de mais nesse livro?
- Muita coincidência com sua vida e também com a minha.
- Até você tá nesse livro?
- Por muita coincidência eu tô.
- Esse livro é cheio de coincidências então?
- Eu acho que cê pode ficá maluco lendo esse livro!
- Nós já somos malucos, lembra aquela vez que a gente teve que correr da polícia quando a gente foi descoberto por ter entrado de penetra naquela festa de rodeio?

- Lembro, eu e você tava com tanto medo, que subimos um muro de quatro metros, dando uma passada só! Nem David Belle faria o mesmo!
- Se minha mãe descobre isso, ela fica igual uma arara.
- Mas se você ler esse livro, você pode ficar louco de verdade!
- Cê tá brincando comigo cara?
- Não, eu tô falando sério, já começou a paranóia, eu tô falando tudo que está escrito no livro!
- Fala sério cara! Isso é só um livro meu.
- Não. Tá bom, vo dexá você lê então, faz parte da história, tudo vai acabar bem mesmo.
- Mais cê me mata de ri cara, esse livro deve ter andado fritando seus miolos meu!
- Ou cara! Tô indo, bate aqui. – diz isso erguendo a sua mão.
Bato com minha mão na mão de Renato e digo:
- Falô cara, a gente se vê por aí.
- Não vai fica maluco com esse livro meu! – diz ele brincando.
- Num esquenta não cara. – digo a ele sorrindo.
- Falô.

Renato sai pela porta e vai embora de casa, eu começo a foliar o livro, vejo umas figuras legais, uns desenhos bem maneiros. De repente, ouço minha mãe me chamar:
- Filho! Cadê você!? – fala minha mãe.
- Tô no quarto mãe!
- Desce aqui por favor!
- Já vai mãe.
Deixo o livro em cima da cama e desço pelas escadas do sobradinho que moramos, chego a minha mãe e pergunto:
- Fala mãe?
- Filho, eu tô indo pro escritório, limpa a casa direitim e depois vai pegá seu irmãozinho lá na escola, viu... Num esquece não.
- Tudo bem mãe, vo dá uma ajeitada na casa.
- Deixa bem arrumada, viu filho.
- Tá mãe, agora vai ou a senhora vai se atrasar.
- Thau filho. Beijim na mamãe. – diz isso mostrando o rosto pra mim beijar.

Dou um beijo na mamãe, ela vai pra fora, pega o carro que estava na rua e vai para o trabalho, começo a dar uma ajeitada na casa. Em pouco tempo eu já termino, depois subo para sala de televisão, ligo a TV e vejo uma cena sobre o escritor R.C.Estervez. Nela passa o seguinte: O escritor R.C.Esterves, de cabelo num corte social, óculos escuros e cavanhaque apenas no queixo e usando um terno esportivo preto. Ele está andando numa rua ao lado de sua mulher corpo de deusa Afrodite, de vestido vermelho e cabelos ruivos, longos e lisos até a cintura, prestes a entrarem num teatro, sendo fotografados por um monte de repórteres e no canto direito da tela escrito, “arquivo”. Depois a cena se afasta e fica numa tela feita por gráfico de computador, depois aparece um cenário com um apresentador falando: “Ele que foi um dos escritores que revolucionou a história da literatura brasileira, um homem de bom coração que mudou o país. Superou os boatos do povo, mas sempre ajudou a comunidade e pregou sempre uma lição de vida desde seu primeiro livro. A paz entre as religiões e de todo homem com suas idéia utópicas q ajudou muito a influenciar o povo brasileiro pra q realmente nossa nação torna-se o q ela se tornou hoje. Fez críticas pesadas que agradou a muitos e deixou muitos irritados. Saiba mais sobre este grande revolucionário e escritor brasileiro que conquistou vários fans e mudou nosso país com suas idéias. Hoje, no Glob Repórter Especial, a nova safra de escritores brasileiros e sobre a morte que aconteceu com Estervez, um dos homens mais queridos do Brasil.”

Mudei de canal, fui olhando se estava passando alguma coisa boa na televisão e como sempre vi que não tinha nada passando naquela tarde, como sempre só filmes repetidos e programas chatos. Pensei em ir para o quarto para ler o livro já que não tinha nada para fazer mais, ia lê-lo até a hora de pegar meu irmão mais novo, desligo a TV e vou. Entrei no quarto, escorei na cama, abri o livro e comecei a ler, quando ouço barulho de palmadas. Fecho o livro, desço até embaixo, abro a porta, vejo que do lado de fora está um homem vestido de evangélico, parecendo um discípulo de Jeová. Para não ser indelicado, vou até ele e pergunto:
- Sim?
- Quero lhe passar a palavra de Jeová meu filho.
Confirmei o q imaginava...
- Não me diga, o que você vai dizer heim? As mesmas coisas de sempre?
- Estou aqui para lhe fazer um convite para um culto e um debate nessa quarta, na próxima semana, iremos fazer um debate e louvar a Jeová.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATENÇÃO! LEIA ISTO: Resolvi tirar a moderação dos comentários. Agora até você troll pode vir aqui me infernizar. Mas tudo tem seu preço! Quando você vir encher d lixo meu blog, no fim do mês vou limpar este lixo daqui e quando fizer isto. Vou estar limpando você q é um lixo no mundo. Vai doer muito em ti! Quer apostar q esta praga vai pegar? Quando sua vida depois virar do avesso, não diga q não avisei... Maktub!((Aquele q quiser se manifestar contra o q penso sinta-se a vontade, mas faça isso sem trollar, pois essa praga só inclui os trolls imbecis.) Agora você deve estar se perguntando porque estou fazendo isto? Só pra treinar minha ação com quietude mesmo.

Pesquisar este blog

Milton: O Jesus d Preto

Milton: O Jesus d Preto
Isso é porque muita gente me chama d Jesus, mas sou só o Milton mesmo porque Jesus é todo mundo.

Deseja fazer um Pacto com OGGU?

O q você acredita q vem depois da morte?

Você a favor da legalização das drogas?

Qual sistema d governo você acha ideal pra o mundo?

Todo poder Executivo e Legislativo devia viver num regime comunista ou socialista?

Daily Calendar

Capa do meu livro

Capa do meu livro
Essa foto é do meu amigo Alberto q fez esse blog pra mim e me ensinou a mexer nele.

Your IP and Google Map location