terça-feira, 19 de agosto de 2008

A grande Batalha Cap.9-Part.1


Part.1

Rávew agora, se encontra numa situação deprimente, está num centro de recuperação para viciados e para pessoas desequilibradas mentalmente, a sua tristeza é profunda. Nesse instante ele está sendo acompanhado por dois enfermeiros, indo para a sala de um psiquiatra. Pobre jovem, não está amarrado numa camisa de força, mas se sente como se estivesse numa, pois agora está preso e sem saída. A porta da sala se abre, ele se senta calmamente numa cadeira e olha fixamente para os olhos do psiquiatra com aparência de sessenta anos, já de cabelos grisalhos e que pensa com a mão no queixo: “Como é que um jovem desses foi entrar numa situação tão deprimente como essa?”
Rávew então fala:
- Numa hora dessas deve estar se perguntando, como é que um jovem como eu, foi entrar numa situação tão deprimente como essa?
- Até parece que você leu meu pensamento! – diz ele espantado e ri por um pequeno tempo.
No curto espaço de tempo em que ri, o psiquiatra pensa: “Que coincidência! Ele deve ter descobrido inconsciente o que pensava através de minha linguagem corporal, interessante.”
Rávew fala novamente:
- Você deve estar achando isso uma coincidência e que isso tudo que eu disse antes não passou de uma leitura do seu corpo por linguagem corporal, não duvido disso.
- Incrível! – diz ele dando um sorriso – Bela dedução, até pareceu que você leu meus pensamentos, mas eu...
- Dúvida que faça isso de novo, porquê isso não passa coisas fáceis pra deduzir e muita coincidência. Não me diga que é isso. – diz Rávew com cara de desprezo.
- Era isso mesmo que ia falar, você está dando uns...
- Belos chutes não é?
- É... É.
Logo o psiquiatra pensa: “Será que ele não vai parar mais com isso? Isso já está começando a me inrritar, isso só pode ser muita coincidência.”
Rávew então fala novamente:
- Vou parar agora então, vejo que a verdade é que você já está ficando inrritado com isso e mesmo assim ainda pensa que isso é muita coincidência, então vou parar.
- Bem meu filho, por que você acha que é Jesus Cristo segundo diz seu prontuário?
- Eu não acho que sou ele, meu nome é Rávew.
- Então por que escreveu no seu livro como se você fosse ele segundo o q sua mãe disse?
- Eu só tenho vontade de ser como ele, no livro que eu estava escrevendo, só deixei minha imaginação fluir, nada melhor do que num livro você viajar no seu próprio mundo inclusive, eu coloquei o nome do personagem principal sendo meu, mas escrevi o nome de Jesus Cristo em aramaico. Meu colega que sabia que Yeshua significava Jesus e depois minha mãe veio a descobrir também.
- Esse é o problema dos jovens de hoje, estão muito no mundo da lua e se esquecem que estão na terra. O seu problema foi colocar esse seu mundo pra fora, por isso que ficou tão alienado.
- Eu gosto de sonhar e se possível torná-los reais. (LINGUICEIRA)
- Tornar um sonho real é uma coisa boa, o problema é quando o torna um pesadelo real que é o que você está fazendo. Você já viu nesses jornais o quê que um monte de jogadores de “RPG” tem feito, matando pessoas de verdade.
- Você até fala como se fossem todos, só porque tem uma pequena minoria que resolve extravagar não significa que sejam todos.
- Mais o que todo mundo pensa quando alguém é de uma turma e faz alguma coisa errada é isso, mesmo que o resto seja bom, tem um que é o tomate podre, que sempre faz os outros generalizarem tudo.
- Que é uma grande idiotice, uma das coisas mais estúpidas que existe no homem.
- Mas é natural que ele pense assim, é um instinto de proteção.
- Um defeito horrível, que só faz continuar o círculo.
- Que círculo?
- O círculo de sofrimento.
- Como assim?

- A intolerância religiosa por exemplo, alguns católicos acham que todos os pastores são picaretas que só querem lhe arrancar o dinheiro e já que existe a lei do retorno. Os evangélicos sempre falam que os padres são todos uns sem vergonhas e pedófilos nojentos, é ofensa atrás de ofensa. Católicos dizendo que evangélicos são fanáticos e evangélicos dizendo que católicos só falam e não seguem. E tudo começa só porque tem alguns padres pedófilos, eles generalizam pensando que todos são. O mesmo é com os católicos que generalizam que todos pastores são picaretas que só querem seu dinheiro, só porque tem uns que são assim. O sofrimento que eles mesmos causam a si mesmos, pois eles mesmos dizem que aqui se faz e aqui se paga, tae o círculo que esses idiotas fazem.
- Interessante a sua teoria, mas o que isso tem haver com “RPG”?
- Nem parece que você é psiquiatra? Cadê seu raciocínio heim!? – diz ele olhando enfurecido para o psiquiatra.
- Entendi o que você quis dizer, só quero ouvir que você vai falar em relação a isso meu jovem.
- Tá bem então. Uma das coisas que fazem os evangélicos e os católicos sofrerem o mesmo que os errepegistas sofrem quando são discriminados, é essa deles falarem que errepegista é satânista, como se todos fossem. Por isso que os evangélicos recebem tanto ódio dos errepegistas e dos católicos que dizem que todos eles são fanáticos. Isso incluí todos aqueles cristãos que discriminam qualquer outra cultura, falam mal de tal coisa e só recebem o mesmo.
- Mas quando um evangélico fala que os padres são todos ruins e que os seguidores católicos são só do tipo ruim que não segue a fé verdadeira, é pra servir de alerta para que eles não errem.
- Com o tanto de seita cristã que tem hoje, já vi um monte de evangélico do tipo não praticante, eles vão no culto todos dias, mas não botam em prática o que ouvem também. O católico é a mesma coisa, só que alem de não botar em prática o que ouve, chamo isso d hipocrisia. (DESLINGUIÇO)
- É mas, a maioria dos católicos não praticantes quando se convertem ao verdadeiro caminho de Cristo, passam a fazer as os seus ensinamentos de verdade.
- Isso eu concordo, mas não precisa ter religião para colocar o caminho de Deus em prática, já conheci muita gente que deixou de ser católico e não tem religião nenhuma, fazer seu próprio caminho pesquisando sobre várias opiniões e no final das contas seguindo o caminho de Cristo. Eu sou uma delas.
- Então como pode fazer isso que fez?
- Para você entender, você teria que estar no meu lugar para saber, se eu te contar, só irá ter noção.
- Me conte.

- Como você se sentiria se você estivesse escrevendo um livro e depois começasse a ficar depressivo porque não sabe mais o que escrever? E pra piorar, como você se sentiria se você tivesse seu livro apagado pela sua mãe, só porque não gostou. Porque ela é uma católica rigorosa e destrói algo que você estava fazendo a muito tempo e que critica tanto o cristianismo?
- Me sentiria muito mal.
- Eu me revoltei, discuti com meus pais e sai de casa, num momento desses até me deu vontade de me matar. Fiz um monte de idiotices que eu sei que é errada, fui descontar meu sofrimento nos outros como se todos tivessem culpa.
- Mas você não fez isso conscientemente, fez?
- O pior que fiz, queria usar drogas só pra fazer minha mãe sofrer como eu estava sofrendo. Destruir o trabalho todo que ela teve de me criar, como um bom garoto me tornando um delinquente, um rebelde com causa. Aliás. Tinha uma boa causa.
- Por que você não pensou em outra solução?
- Sabia que tinha outras soluções mais difíceis, mas nem procurei pensar nelas, pois não tava nem aí. O pior que depois de fazer minha mãe sofrer, eu agora estou sofrendo também porque mereço, porque procurei por isso, porque quis. Se desde o começo eu tivesse conversado antes com minha mãe sobre o que iria escrever no livro, em vez d deixá-la ler depois do que me ocorreu, isso nunca me aconteceria.
- Você falou uma grande verdade, aliais, grandes verdades. O problema no homem é isso de sempre querer descontar, só faz o outro ter mais raiva e querer pagar na mesma moeda, que é uma grande estupidez. O único jeito de impedir esse círculo que você disse, é compreensão e muito amor. Se você tivesse tentado conversar com sua mãe, tentar compreendê-la, talvez nada disso teria acontecido.
- Não se pode tentar conversar com alguém, quando esse está com coração cheio de raiva, seria mesma coisa de chamar seu cachorro sendo que ele está prestando atenção para uma carne que alguém lhe está mostrando.
- Pra isso que existe o amor, que acalma, que pacífica. Se você tivesse demonstrado um pouco de amor a ela, logo ela te ouviria e tentaria compreendê-lo.
- Sei disso também, o erro acabou sendo meu por não ter me acalmado primeiro e decidir escolher esse caminho para ela me escutar, pois tanto quanto ela, meu coração estava cheio de ódio e não conseguia tentar compreendê-la.
- Você é um jovem tão inteligente, foi uma pena você ter entrado numa situação como essas. Isso que lhe aconteceu, foi um teste que infelizmente você não passou, mas não fique triste, tudo tem concerto. As vezes pode ser difícil ou fácil, depende do qual você escolhe.
- Mas as vezes você não tem essa escolha, comigo vai acabar sendo mais difícil.
- Mais você pode deixá-lo um pouco mais fácil se quizer, aí ele vai ficar até mais ou menos, é só você querer, pois nada é impossível, mas pode ser difícil.
- Concordo com você.
- Então você quer se curar e recomeçar tudo de novo.
- Sim, eu quero.
- Então vamos mudar isso que você passa agora, isso que lhe aconteceu foi uma falta de prevenção.
- Prevenção, um tipo de medo.
- Como você vê a prevenção como um medo?
- É simples, se você teme que no futuro lhe aconteça algo de ruim, por medo disso, você já começa a prevenir.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATENÇÃO! LEIA ISTO: Resolvi tirar a moderação dos comentários. Agora até você troll pode vir aqui me infernizar. Mas tudo tem seu preço! Quando você vir encher d lixo meu blog, no fim do mês vou limpar este lixo daqui e quando fizer isto. Vou estar limpando você q é um lixo no mundo. Vai doer muito em ti! Quer apostar q esta praga vai pegar? Quando sua vida depois virar do avesso, não diga q não avisei... Maktub!((Aquele q quiser se manifestar contra o q penso sinta-se a vontade, mas faça isso sem trollar, pois essa praga só inclui os trolls imbecis.) Agora você deve estar se perguntando porque estou fazendo isto? Só pra treinar minha ação com quietude mesmo.

Pesquisar este blog

Milton: O Jesus d Preto

Milton: O Jesus d Preto
Isso é porque muita gente me chama d Jesus, mas sou só o Milton mesmo porque Jesus é todo mundo.

Deseja fazer um Pacto com OGGU?

O q você acredita q vem depois da morte?

Você a favor da legalização das drogas?

Qual sistema d governo você acha ideal pra o mundo?

Todo poder Executivo e Legislativo devia viver num regime comunista ou socialista?

Daily Calendar

Capa do meu livro

Capa do meu livro
Essa foto é do meu amigo Alberto q fez esse blog pra mim e me ensinou a mexer nele.

Your IP and Google Map location